Histórias e música no Mercado do Sal

mercadodo

Contação de Histórias no Mercado do Porto do Sal

Contação de histórias, música, exibição do vídeo “Projeto Olhar Belém”, exposição “Ensaio de Vidas Póstumas”, compõe a programação do Aparelho Coletivo para a 18º edição do Circular Campina. Programação lúdica, realizada no Mercado do Porto do Sal, contempla crianças e adultos. (Foto: Irene Almeida)

Criado com objetivo de promover atividades artísticas voltadas para cultura e cidadania, o Aparelho Coletivo se instalou no Mercado Porto do Sal. Já realizou várias oficinas, residência artística contemplada pela Funarte, promovendo intercâmbios de experiências entre artistas locais e vindos de outros estados. Este ano, o projeto levantou uma Biblioteca para o Mercado do Sal. Já são mais de 600 livros que vem sendo organizados de forma digital.

“Este tem sido um ano de muito trabalho do projeto. Estamos em busca de parceria para imprimir fichas catalográficas para organização. A biblioteca está linda. E para celebrar, o Circular sempre nos move a realizar uma grande programação, que envolve a comunidade, artistas e muitos visitantes”, diz Anne Dias, que integra o coletivo formado por artistas e gestores que atuam predominantemente no campo das artes visuais. 

A música ao vivo fica por conta do Mercado do Choro com roda musical e a performática, com o Som de Vinil, de Cynara Scolymus e Anderson Formigosa. Será exibido o vídeo “Projeto Olhar Belém”, uma parceria Fotoativa e Iphan, e o público ainda confere a exposição “Ensaio de vidas póstumas”, uma individual de Débora Oliveira.

A III Mostra de Contação de Histórias

10171825_732440013462871_1553405153_nHistorinhas que mexem com a imaginação não vão faltar. A III Mostra de Contação de Histórias, do Aparelho, traz uma riqueza de conteúdo que precisa ser destacada. Na ordem da apresentação, que inicia às 9h e vai até meio dia, estão “Mel e Kiko”, uma história com muitos nós, com Leonel Ferreira, e “Histórias sobre Ter e Ser”, do Coletivo Quintal, trazendo questionamentos importantíssimos, feitos por três contadores vestidos de palhaços-professores-contadores.

Em seguida, Cleber Cajun traz o “Escolha para Passarinhos”, uma emocionante história sobre pai e filho, que enfrentam dificuldades, mas não perdem a leveza, mantendo a essência de uma relação que diante de problemas reais, se sustenta no mundo imaginário.

Para fechar, muita poesia. Interpretado por Vandiléia Foro (foto), de autoria do poeta Fernando Pessoa, “Poema para Crianças” faz parte da programação e promete provocar a imaginação dos pequenos.

Programação Completa

Endereço: Mercado do Sal – Rua São Boaventura, com Gurupá – Cidade Velha.