Programação – 20ª Edição

BAIRRO DA CAMPINA

ASSOCIAÇÃO FOTOATIVAPraça das Mercês, n. 19. Das 8h às 20h – Portas Abertas + Feira Marca D’água. Mais informações: fotoativa.org.br

8 h – Aula de Yoga – Ministrante: Tunga Vydia

8h30 – Café no Jardim – Tapioquinhas e outras delícias da Sandr

10h às 20h – Lab de Projetos – Feira Marca D’água

  • Espaço de troca
  • Impressos nas mais diferentes linguagens, trabalhos autorais, individuais e/ou coletivos, selos e editoras
  • Coleção Livros de Artistas/Acervo Fotoativa na mesa
  • Flash
  • Exposição Recódigo, de Ítalo

10h – Roda de Conversa – Ilustração: horizontes possíveis : Filipe Almeida, Renata Segtowick

Mediação: Elton Galdino

16 – Micro Oficina – Cartaz à mão – com Elson Souza

17h30 – Música – Ao Pôr-do-Sol nas Mercês

Mastodontes + Bec Bloco – Músicas pra dançar e curtir, liberando as energias do corpo e da mente. Mistura de tambores e instrumentos de corda, a banda propõem um som pulsante e ao mesmo tempo melódico. O chapéu é colaborativo, e vem no meio da noite.

Quitutes das Manas – Do meio da tarde em diante, o sabor regional começa a tomar conta da atmosfera, com a tradicional maniçoba e vatapá das manas Diná e Raquel, que te esperam no pôr-do-sol, sempre com novidades!

Lojinha – Produtos Fotoativa + Livros e revistas de Arte, Educação e Patrimônio, para ler, comprar e compartilhar.

Banquinha da Tribu – Fios, tecidos, papel reciclado, látex e produtos reutilizáveis.

Bar Fotoativa – Água, Refrigerante, Tijuca Promo e Longneck puro malte durante o dia todo.

 

BEC BLOCOConcentração na General Gurjão com Padre Prudêncio. Horário: 16h20.

O BEC Bloco convoca todo corpo vivo e brincante ao espaço público, para encarnar um rito coletivo que dê voz aos afetos ocultos da rua. O bloco se concentra na esquina da Padre Prudêncio com a General Gurjão, na hora do fluxo, 16h20.

Quem abre os trabalhos na encruzilhada é Shayra Mana Josy (Slam Dandaras do Norte), remexendo nesse caldeirão o rito de abertura das bruxas, com feitiçarias ancestrais e o sagrado feminino. O BEC ganha as ruas estreitas da Campina no seu já conhecido cortejo cenopoético e percussivo, dessa vez com a participação do Coletivo Mergulho. Nosso arrastão termina na Praça das Mercês, com show do Bando Mastodontes na Fotoativa.

O BEC Bloco é um Brinquedo de Saúde, dispositivo de intervenção urbana que se move pelo direito à cidade, produzindo experiências de redução de danos, expressão e cuidado. O BEC é livre, quem quiser pode brincar e tocar. Venha desfilar a sua fantasia, e, pra manter a hidratação na alegria, traga sua água.

BIKE TOUR – Museus, ateliês e Patrimônio arquitetônico e paisagístico. Saída às 8h30, do Let’s Bike Café.

  • Endereço: na Alcindo Cacela 1265 entre Governador José Malcher e João Balbi.

CENTRO CULTURAL SESC BOULEVARD – Boulevard Castilhos França, 522, 523.

Das 09h às 12h – Exposição – Limites, de Nelson Carvalho [2º andar/galeria]. Visita mediada e exercícios de desenho. Classificação livre.

A exposição traz a paisagem urbana vernacular de Belém, as bordas da cidade, a constante desconstrução e desordem como referências para a criação dos desenhos a bico de pena do artista Nelson Carvalho. Às pessoas interessadas, o artista estará disponível na galeria acompanhando e orientando exercícios de desenho.

Das 09h às 12h – Coleção – Máquinas para Filosofar [3º andar]. Classificação livre

Visitas monitoradas no acervo de câmeras artesanais confeccionadas nos séculos XIX e XX, consideradas por pesquisadores uma das mais representativas coleções desta natureza da América Latina.

Das 10h às 11h – Festival Toró – Mostra dos filmes premiados [cine-teatro] Classificação: 14 anos

Nessa sessão final você poderá assistir todos os filmes premiados no 3º Toró – Festival Audiovisual Universitário de Belém, que é realizado em parceria com o curso de Cinema da Universidade Federal do Pará.

11h – Exibição do documentário “Experiência Circular: encontros e afetos no centro histórico de Belém” [cine-teatro]. Classificação: livre

Recém lançado, os registros da Macieira Filmes foram captados ao longo de várias edições do projeto a partir de 2015, e resultam num recorte contundente das circulações domingueiras do projeto, revelando sua dimensões de afeto, pertencimento, patrimônio e do empreendedorismo criativo social, cultural e turístico pulsantes na Campina, Cidade Velha e Reduto. O documentário, dirigido por Mário Costa, conta também com imagens e entrevistas complementares cedidas pela TV Cultura do Pará e Aruana Filmes.

Das 10h às 11h – Narração de histórias – Passarada, com Cleber Cajun [hall]. Classificação livre

Baseado no conto do místico persa chamado Faridud-dinAttar, inspiração para inúmeros escritores no mundo. Uma turma de pássaros que, cansados de tanta violência e destruição de onde vivem, decidem seguir viagem na busca do rei Simorgh. – Pássaros! Vejam só quantos problemas no mundo! Disputas por território, por água, por comida! Ar poluído! Infelicidade! Temo que tudo esteja perdido! Precisamos fazer algo!

11h30 – Show Paná – Feira Equatorial [hall] – Classificação livre – Formado por Son Maximiana (compositor e violonista), Thalia Sarmanho (vocalista), Pedro Nascimento (guitarra), Beatriz Santos (teclado e sintetizadores), Yago Mathias (baixo) e Ismael Rodrigues (bateria), o grupo tem influências do rock progressivo, música mineira e popular paraense.

CINEMA OLYMPIAPresidente Vargas, s/n – Sessão 17h30. Entrada gratuita.

Mostra Israelense de Cinema – Filme “As Medusas”

Direção: Etgar Keret, Shira Geffen Gênero: Drama

Origem: França / Israel

Sinopse – Sinopse: O filme conta história de três mulheres em TelAviv

cujas histórias se intersectam de forma a compor um retrato inusitado da vida moderna em Israel. Batya, uma garçonete em casamentos, se depara com uma criança muda que aparentemente surge do mar. Keren quebra a perna saindo do banheiro trancado por acidente em seu próprio casamento e arruína sua lua de mel de sonho no processo. Joy, uma doméstica filipina, precisa se comunicar com seus empregadores, mesmo sem falar a língua local. Imagens poéticas desenham as conexões entre as vidas dessas mulheres que encontram consolo no mar. Classificação indicativa: 12 anos

Classificação indicativa: 12 anos. Apoio: Centro Israelita do Pará

ESPAÇO CULTURAL BANCO DA AMAZÔNIA – Av. Presidente Vargas, 800, esquina com Carlos Gomes.  Horário: 9h às 14h.

Exposição Amazônia Style

  • Contemplada pelo Edital de Artes Visuais 2017, a mostra valoriza a arte urbana por meio do graffiti. A proposta é dar visibilidade à Amazônia e valorizar a arte urbana, produzindo cultura, com materiais recicláveis e sustentáveis como madeiras de paletes.
  • Jin Barreto, 32 anos, paraense, é um dos artistas reconhecidos na Cidade de Belém e no Norte do Brasil. Iniciou seu contato com desenho aos 8 anos, com incentivo do irmão Esmael Raymon. Em 2000, participou da oficina Arte Urbana – cores de Belém, desenvolvida por Anderson Galvão e Moisés Mpris. Ele integra a primeira geração de Graffiti da Região, vem colorindo a cidade e valorizando a cultura regional desde 2000.

ESPAÇO CULTURAL VALMIR BISPO SANTOS – Travessa Padre Prudêncio, 681, entre Silva Santos e Caetano Rufino. Campina.

  • Exposição “Fragmentos da Alma”, de Edu Hage;
  • Exposição “Identidade Amazônica”, de Jorge Luis Tobias;
  • Coleção de Símbolos Adinkra Africanos, bijuterias em cerâmica da Li Divino Arte e Criação, de Eliana Amor Divino e Lana Lima;
  • Feira de Vinil.

Mini Oficinas – Taxa de Inscrição: R$ 35,00 para cada oficina, exceto a de Customização, cujo valor depende do aviamento (s) escolhido (s), a partir de R$5,00.

9h30 às 15h – Customização: Traga uma roupa do seu guarda-roupa para customização e sob orientação de Lene Santos. Dê uma repaginada com peças de aviamento e crochê a sua escolha, o valor da oficina a partir de R 5,00 de acordo com o aviamento escolhido.

9h30 às 12h30 – Caixas Personalizadas: Prepare caixas para presentear quem você gosta, sob orientação de Marilia Melo.

10h às 12h – Suporte em Macramê para plantas: com Ângela Gemaque, decore sua casa e presenteie quem você gosta;

14h às 15h30 – Jardinando – Técnicas de jardinagem e composição paisagística com Nathália Haber, participação de Vânia Santos, com seus vasos de cerâmica com mosaico de casca de ovo.

Exposições permanentes

  • Mini-jardins de cactos e suculentas em pequenos vasos de cimento e Suportes para plantas na técnica Macramê preparados por Ver-te-Verde, de Angela Gemaque;
  • Coleção de roupas customizadas da Saiu do Armário, de Lene Santos;
  • Peças para decoração em Mosaico de Casca de Ovo e revestimento cerâmico, de Moises Andrade e Vânia Santos;
  • Atrações musicais:

10h – Show “Primeiros Passos”, com Damise Vanessah (voz) e Douglas Rodrigues (violão) – (Sá Produções Artísticas)

11h – Jana Coutinho

14h – Aristides Dias

Cozinha Toró – Gastronomia Sustentável, do cheff Wagner Vieira

  • “Recriando o Pirarucu de Casaca com Brigadeiro de Jatobá Com Puxuri” – lançado no Encontro Mundial das Cidades Criativas de Gastronomia patrocinado pela UNESCO em Belém.
  • Lanches regado com sucos e drinks de frutas regionais (servidos em utensílios de cerâmica produzidos pela comunidade quilombola África de Laranjituba de Moju/Pa).
  • Ambientação projeto Design e Paisagismo de Marilia Melo e Nathália Haber.

FEIRA DO G!BI! – Rua Sen. Manoel Barata, 578.

08h – Abertura da Edição de Aniversário da Feira, com Venda e Troca de Gibis, livros, action figures e produtos ligados a cultura pop.

09h30 – Começo dos sorteios que ocorrerão de meia em meia hora 10h – Torneio de videogame retrô para crianças

11h – Bate papo com convidados da Feira: desenhistas, autores e escritores.

11h30 – Resultado do Concurso de Desenho da Edição de Aniverário da Feira do G!B!

12h30 – Sorteio Solidário de Natal

14h – Recomeço dos Sorteios da Feira do G!B!

15h – Bate Papo com os participantes da Exposição de Fotográfica & Novos olhos para uma Cidade Velha.

16h – Mesa redonda com os organizadores da Feira sobre as dificuldades de realizar eventos culturais sobre HQs e temas similares.

17h- Pocket Show da Banda "Vaga Mundos"

18h- Encerramento da Edição de Aniversário da Feira do G!B! – Ao longo do dia ocorrerão sorteios, bate papo, venda de lanches, conversas e entrevistas com autores convidados da Feira do G!BI, além de homenagens aos colaboradores e amigos da Feira nesse um ano de existência.

INSTITUTO ARRAIAL DO PAVULAGEM – Boulevard Castilhos França, 738.

Das 9h às 18h

9h – Circuito de Oficinas de Artes Circenses para Crianças – 30 minutos cada.

Na praça dos estivadores em frente à sede do Instituto Arraial do Pavulagem. Público- alvo: crianças de 07 a 12 anos.

Capacidade: 15 vagas. Valor: R$ 15,00. Duração: 1h 30min. Instrutores responsáveis: Brena Raiol e Ronaldo Melo Corrêa.

  • Oficina de Solo (Ginástica Acrobática) – Em tatames, profissionais vão ensinar às crianças piruetas, rolamentos, paradas de mão, pontes, reversão e saltos, entre outros movimentos que trabalham todos os grupos musculares.
  • Oficina de Perna-De-Pau – Existem muitos jeitos de brincar, um deles pode ser andar de perna-de-pau. O objetivo é propiciar uma vivência prazerosa e desafiante, além do aprendizado dessa técnica circense, desenvolvimento da coordenação motora, estímulo do raciocínio, autoconhecimento das capacidades e limitações físicas individuais.
  • Oficina Pintando a Cara (Maquiagem Clow) – A pintura é uma arte antiga, que compartilha sentimentos através das cores. Essas emoções ficam mais bonitas na imaginação da criança.

15h – Carimbó Porrada – Grupo de carimbó criado por integrantes do Batalhão da Estrela.

16h – Roda Cantada – Arraial do Pavulagem

KAMARA KÓ – Frutuoso Guimarães, 611, entre Riachuelo e General Gurjão. Das 10h às 18h.

Mostra “Contar de Marajó”, de Paulo Ribeiro + Coletivo de Dezembro – 6° edição – Obras de Ana Mokarzel, Anita Lima, Alberto Bitar, Danielle Fonseca, Keyla Sobral, Ionaldo Rodrigues, Miguel Chikaoka e Pedro Cunha.

Restaurante Dona Joana – 100% sem glúten – Campos Sales, 482, entre Ó de Almeida e Aristides Lobo.

Localizado no centro histórico de Belém, Pará, dentro de uma casa do século XIX, com 126 anos e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O Cardápio “à La carte” consta de pratos a base de carnes vermelhas, brancas e peixes e traz ainda sanduíches, salgados e doces diversos. Tudo simples e 100% livre de Glúten que é um diferencial da casa. A área nutricional é assinada pela nutricionista Aline Araújo, que acompanha todos os dias a elaboração do cardápio assim como a montagem dos pratos.

STAND BAR – Rua Carlos Gomes, 269, esquina com a Ferreira Cantão – Campina. Tel.: 98128-9153.

11h às 18h – Foodtruck da Antonica

11h às 18h – Brechó “Tu nem sabes”

10h às 18h – Comidinhas regionais: maniçoba, caruru e vatapá.

10h às 18h – Set musical diferentão do bar

TAPIOQUINHA DA DONA CLÉIA – Travessa Frutuoso Guimarães, 691, entre Carlos Gomes e General Gurjão – Campina.

  • Café da manhã, almoço e lanches.

BAIRRO DA CIDADE VELHA

BAR DO RUBÃO – Rua Gurupá, 441 – entre ruas Cametá e Rodrigues dos Santos. Contato: 99122-4232. Horário: 11h às 15h. Cardápio sempre delicioso.

BAR NOSSO RECANTO (SALOMÃO) – Rua Siqueira Mendes, 24, em frente à Praça do Carmo. . Petiscos, música, comidas típicas, bebidinhas.   

CASA VELHA 226 – Trav. Gurupá, 226, entre Cametá e Dr. Malcher. Contato: 98395- 7360.

18h – Show de Despedida – Lucas Guimarães, acompanhado por Neyvicton Trindade no baixo, Tâmara Aviz e Ismael Rodrigues nas percussões e ainda terá as participações de Renato Torres e Lariza Xavier.

Lucas vai tocar músicas do seu próximo disco, chamado VALENTE, do qual já lançou o single “A vida”, e que está em fase de finalização para logo chegar em todas as plataformas digitais e espirituais!

CASARÃO DO BONECO – Avenida 16 de Novembro, 815, entre Veiga Cabral e Praça Amazonas – Batista Campos. Tel.: 55 (91) 3241-8981. Horário: Das 10h as 18h

10h – Bazar Casarão do Boneco

  • Expositores: Sanntta            Encadernação/Espumas            de            Inaê/ Franco atelier/ Bazar das Grrrl/ Morenaflo

10h – Exposição Mamulengos do Casarão/ Paracuri

15h Oficina de Customização de Roupas das 15hs, investimento R$ 30,00 17h Show com Raoni Figueredo

COLETIVO APARELHO – Mercado do Porto do Sal. Rua São Boaventura. Horário: 8h30 às 16h

10h – Projeto Bombom Ler, com Cris Rodrigues e Rita Melém 11h- Intervenção Escutas Visuais, de Paulo Meira

12h30- Mercado do Choro

15h- Exibição do Documentário Experiência Circular – Encontros e Afetos no Centro Histórico de Belém.

16h- Projeto Cênico O Auto da Lua Crescente

EPARQUIA MARONITA DO PARÁ NA IGREJA DE SÃO JOÃO BATISTA – R. João Diogo, s/n – (91) 98950-221267777767

10h – Missa em Rito Maronita em Belém – Celebrante: Mons. Michel El Bitar (MG)

  • Em honra a Nossa Senhora do Líbano e São Charbel Makhlouf
  • Em Ação de Graças Pelos 74 anos de Independência do Líbano

ROTEIROS GEO TURÍSTICOS – Ponto de Concentração – Casa das Onze Janelas, em frente ao rio. Saída: 8h30. Roteiro “O Arquiteto Antônio Landi e a Belém do Século XVIII: Percorrendo e Reconhecendo paisagens no Centro Histórico de Belém do Pará”.

Recomendações

  • Usar tênis, boné, protetor solar e roupas leves. O roteiro é a pé pelas ruas, não entramos nos prédios e termina por volta do meio
  • O roteiro é realizado mesmo com chuva. Levar guarda-chuva e capa de
  • Não é permitido o consumo de bebida alcoólica durante o

SISTEMA INTEGRADO DE MUSEUS

Nos domingos de Circular os museus do SIM tem entrada franca e horário de funcionamento das 09h às 13h, exceto o Museu do Estado do Pará que encontra-se em manutenção.

Museu de Arte Sacra – Visitação do Museu: Composto pela Igreja de Santo Alexandre e pelo antigo Palácio Episcopal. Reúne acervo de mais de 400 peças datadas do século XVIII e XIX que incluem pinturas, imaginárias e objetos sacros.

10h – Exibição do Documentário “Experiência Circular – Encontros e Afetos no Centro Histórico de Belém”

Galeria Fidanza – Exposições:

  • Coleção de Muiraquitã do Governo do Estado Pará: Formada por artefatos que, por estarem associados ao modo de vida dos antigos habitantes da Amazônia, possuem sua importância histórica e arqueológica e é composta por objetos polidos e lascados de diversas matérias primas, sendo eles: ponta de projétil, batedores, machado de pedra e Muiraquitãs.
  • Exposição “Todo sentido é devaneio”, de Erinaldo Cirino – Obras que tratam do vazio, do silêncio, da leveza, do peso, da fragilidade, do risco, da solidão, da dor e do

Forte do Presépio – Visitação do Museu: Fundado em 1616, narra a história da fundação de Belém e da colonização portuguesa na Amazônia, no século XVII a partir dos circuitos expositivos: “Sítio Histórico da Fundação de Belém”, composto pela própria edificação com seus vestígios arquitetônicos e artilharia militar; e o “Museu do Encontro”, que versa sobre o processo de colonização portuguesa na Amazônia. O acervo reúne artefatos líticos e cerâmicos pré-históricos além da cultura material proveniente das escavações no próprio sítio histórico e seu entorno, bem como artefatos e iconografia de grupos indígenas contemporâneos.

Museu do Círio – Visitação do Museu: Reúne no acervo peças de coleções que retratam o Círio de Nazaré com ênfase nas manifestações culturais no Círio, abordando aspectos Religiosos e profanos no contexto do patrimônio imaterial. O acervo conta com peças que incluem arte sacra do século XIX e peças em miriti e ex-votos.

Casa das Onze Janelas – Visitação do Museu: Abrigada em um prédio construído no século XVIII, o qual foi originalmente residência. Posteriormente, foi adaptada para instalação do Hospital Real Militar. Após a desativação do hospital, o espaço manteve funções militares. Foi restaurado e adaptado ao uso museológico. Seu acervo é formado por várias coleções de arte moderna, contemporânea e fotografia, que apresentam obras de artistas locais e nacionais.

Exposições: 

Sala Ruy Meira – Traços e Transições – Arte Contemporânea brasileira. A coleção é constituída por obras das décadas de 1970 a 1990, formada por desenhos e gravuras de importantes artistas do modernismo brasileiro como Lasar Segall, Tarsila do Amaral e os paraenses Manuel Pastana, Ruy Meira e Acácio Sobral, entre outros.

Museu da Imagem e do Som (09h às 13h) – Hall de acesso aos laboratórios do MIS (Entrada pela R. Padre Champagnat):

  • Exposição “Museu da Imagem e do Som: colecionando memórias e preservando a história” traz acervos fílmicos (películas, VHS e DVDs), acervos sonoros (Fitas de rolo, fitas cassetes, Cds), cartazes de filmes pioneiros no Pará, além de equipamentos que testemunham as transformações tecnológicas no campo da produção
  • Exibição contínua de filmes (curtas, médias) e animações que fazem parte do acervo do

Corveta-Museu Solimões (09h às 13h) – Visitação do Museu: Localizada no píer da Casa das Onze Janelas, a exposição narra a história da Corveta Solimões desde 1954 até sua conversão em Corveta-Museu em 2004 em parceria com o 4º Distrito Naval da Marinha do Brasil.

BAIRO DO REDUTO

CASA 263 – Henrique Gurjão, 263, entre Benjamin e Piedade.

9h – A atividade “Contando História” abre a programação da CASA 263, nesta edição, sob a coordenação da Trupe de Palhaços Curativos, nossas adoráveis palhacinhas estarão encantando o universo infantil. Espaço para até 20 crianças.

10h – “Oficinas Doces de Natal” – Com Moema Brito e pela Trupe de Palhaços Curativos – Para crianças de 3 a 11 anos – A arte das guloseimas. Duração 40 minutos, reunirá em 3 mesas 8 crianças.

9h às 13h – Cardápio para lanche e almoço com comidinhas rápidas:

  • O bolo de canela, uma iguaria da Madalenas ,consta do cardápio no valor de R$5,00 e acompanha o cafezinho;
  • A salada Madalenas e a porção da pasta de berinjela são um requinte do serviço da Casa, você se serve, uma vez só, mas a porção é sua, o valor é fixo R$ 25,00 mais suco de goiaba ou acerola.

15h – Oficina de papagaio, sob a coordenação do Cobra, o Rei do Papagaio – A atividade é voltada para ensinar a arte da construção desta peça de nossa infância que já embalou muitos sonhos dos atuais adultos e muitas emoções na disputa no ar. Para revisitar a infância ou vivenciar o prazer das deliciosas brincadeiras de rua.

16h – Roda de Choro no Reduto.

17h às 20h – Cardápio Self Service – R$ 35,00 a taxa do self service por pessoa ou R$15,00 a porção individual.

CASA DO FAUNO – Rua Aristides Lobo, 1061, entre Benjamin Constant e Rui Barbosa. Funcionamento: 09h às 20h.

  • Exposição: Ney Paiva – Numa gaiola com pombos como Magrite.
  • Café da Manhã do Fauno: Cafés + tapioquinhas, bolos, pães caseiros.

11h – Lançamento do livro “Olhares, entre o silêncio e a tempestade com voz e viola”, de Livro Valdir Ribeiro.

13h- Valdir convida – almoço musical

16h às 17h30 – Oficina: A matriz Afro nas danças urbanas – Para crianças, com a professora Lo Ojuara. Investimento: R$ 10

18h – Música ao vivo – Lívia Mendes Acústico. Couvert: R$ 10.

Disponível na Google Play

Revista Circular

Curta no Facebook